Construção Saudável - Informativo

Boletim Informativo- Ano 08- nº 97 / Outubro 2013

Centenas de trabalhadores recebem orientações sobre saúde e prevenção

Em setembro, 221 trabalhadores de quatro empresas participaram de palestras educativas realizadas pelo projeto Construção Saudável. Nos encontros realizados nos canteiros de obras, profissionais de saúde do Sinduscon-PA explanam sobre prevenção e tratamento de doenças como o tabagismo, alcoolismo e as doenças sexualmente transmissíveis, as DST’s.

Vinte e seis trabalhadores da Loc Engenharia participaram da palestra proferida no depósito de Águas Lindas. Vinte e sete colaboradores do Consórcio Amazônia assistiram ao bate-papo no Ginásio do Mangueirão. Já a Work Engenharia teve 110 trabalhadores beneficiados pela campanha, que foi até a Vila Militar. Ademi Alves dos Santos, fala da importância da iniciativa para a saúde dos funcionários que atuam nos canteiros de obras. “A rotina é tão corrida. A gente só pensa em trabalho e nos problemas do dia a dia. Parar para escutar sobre essas doenças, que são tão comuns, é um alerta para gente cuidar da prevenção e pensar na saúde”, relata.

A Urbana Engenharia, outra parceira do Sinduscon-PA, recebeu o projeto Construção Saudável no canteiro do empreendimento Soul Batista Campos. Na ocasião, 58 trabalhadores da empresa foram beneficiados pelo projeto. “O Sinduscon-PA sempre entra em contato coma empresa quando há algum tema importante e coloca a disposição as palestras para todos os nossos funcionários e nós ficamos gratificados com esta parceria, e temos certeza que a empresa também está satisfeita”, ressalta Arlindo Paulo da Cunha Oliveira , técnico de segurança do trabalho, há seis anos na Urbana Engenharia, empresa que desde o ano passado é parceira do Sinduscon-PA no projeto.

Para o técnico em segurança do trabalho, o Construção Saudável aborda temas pertinentes que despertam a atenção do trabalhador e prestam um serviço importante para a saúde do funcionário e sua qualidade de vida. “O tema da DST é importantíssimo, pois sempre há novidade sobre este assunto, não só para nós, mas também para os nossos familiares. A maioria dos trabalhadores tem filhos e repassando estas informações para nossos filhos, coisas boas virão”, completa Arlindo.

O projeto tem o apoio do Ministério Público do Estado (MPE), da Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA), da Associação dos Dirigentes das Empresas do Mercado Imobiliário (ADEMI) e da Associação das Construtoras de Obras Públicas do Estado do Pará (ACOP) e da Secretaria Municipal de Saúde.